Quanto mais se sabe, mais se sabe, que nada se sabe.

Essa frase, repetida há milhares  de anos, parece ter sido criada para a internet. Afinal, é impressionante a quantidade de coisas inacreditáveis, e novas, que vemos pela rede. Sempre respeitei muito a religião e a opinião dos outros. Porém sempre gostei de discutir religião. Mas o Sr. Silas Malafaia me obriga a comentar alguns de seus “Atos Apostólicos”.

Brilhante orador, o Pastor Malafaia fala exatamente o que suas ovelhas desejam ouvir. Mensagens de elevação da auto-estima, auto-ajuda, Salmos, palavras de Jesus, misturados com bom humor e perspicácia. Seus “cultos” são quase um show de comédia e louvor preparados para o programa televisivo. E no final, como deve acontecer em suas pregações ao vivo, passa a “sacolinha” pela televisão. Com um cenário envolto por colunas brancas em estilo romano, livros e esculturas nas estantes, nuvens pintadas nas paredes e uma bíblia na mesa, o pastor começa com fala mansa a aliviar a alma dos seus expectadores. Depois os convida a contribuir com a obra de Deus através de doações voluntárias. Em troca o fiel depositário recebe um livro do pregador ou de um de seus pares.

Em uma de suas mensagens o Mestre Malafaia plantava a Semente da Casa Própria. Convidava cada fiel a separar o valor de um mês do seu aluguel, dividir pelos seis meses que restavam para findar o ano, e depois ir depositando o valor em “envelopes especiais” para a sua Igreja. Assim, Jesus ajudaria ao fiel a comprar a sua casa própria. Contudo se a ovelha já possuísse uma casa própria financiada, deveria dividir o valor de uma prestação do financiamento pelos mesmos seis ou sete meses e prosseguir doando.
E se a pessoa morasse de favor?
Aí deveria depositar apenas 30% do que recebe de salário no envelope.
E se além de morar de favor estiver desempregado?
Fácil, depositaria 30% do valor que ele recebesse de ajuda de parentes e amigos para a igreja.
Em resumo: quem não tem “quase nada”, que doe 30% dos “quase nada” para a sua congregação.
Um “carismo de pau” absurdo. Mas a canalhice não para por ai.

O Clube do Bilhão de Reais

Agora a missão do Silas, é tornar-se BILIONÁRIO. Ou seja, arrecadar um R$ 1.000.000.000. Isso mesmo, um bilhão de reais. Em seu site o VitóriaemCristo.org o Sr. Malafaia criou o Clube de 1 milhão de almas (perdidas, é claro). O clube propõe o seguinte, segundo texto do próprio site:

“O nosso objetivo é a conquista de vidas para o Reino de Deus. Faça parte do Clube de 1 milhão de almas, dando uma oferta voluntária no valor de R$ 1.000,00 (MIL REAIS), que nos ajudará com os programas de televisão, que temos no Brasil e em outras nações, e a realização de cruzadas e congressos evangelísticos. Com certeza, PODEREMOS CONQUISTAR EM POUCO TEMPO 1 MILHÃO DE PESSOAS PARA CRISTO!”

Em troca da “oferta voluntária de mil reais” a Alma amiga irá receber o livro “1001 chaves de Sabedoria” do Dr. Mike Murdock e um certificado. “Haja Sabedoria!”

Aí as pessoas sensatas dirão: isso não é verdade e se for ele não irá conseguir nunca arrecadar esse valor… E infelizmente terei de discordar. Até a finalização desse texto 15.025 almas já foram coletadas por esse inacreditável “Pastor Evangélico”.

Como podemos querer um país sério se dentro de igrejas, que se dizem cristãs, ainda acontece coisas absurdas como essas e não podemos fazer nada? Até onde vai a ganância desse cidadão? Até quando as autoridades irão assistir impavidamente atos criminosos como esses se escondendo atrás da cortina da fé religiosa?

Meu Deus (o meu, não o do Silas)! Até quando o Senhor irá permitir que o seu povo seja enganado em campanhas como essa?  Marx dizia que a religião é o ópio do povo. Acho que precisamos atualizar essa frase. Algumas religiões de hoje são a cachaça do povo. Parecem consumir o cérebro de alguns fiéis de tal forma, que os mesmo não enxergam o óbvio. Pagam o que não podem pagar, passam privações, doam de tudo. Tudo em nome de um líder ou um pastor, ditos imbuídos do dom da Palavra de Cristo, para construir a obra mais cara do mundo. A Opus Dei. Embriagados das palavras dos oradores, não enxergam as artimanhas espúrias e escancaradas que visam apenas o enriquecimento desses senhores, verdadeiros lobos em pele de cordeiros. Campanhas como essas são nocivas principalmente aos Pastores de Igrejas sérias, que acreditam no trabalho religioso de verdade. São frutos podres, num cesto de frutas boas.

E nada se pode fazer. E talvez nem eu possa falar tudo isso. Mas agora é tarde. Parafraseando Nietzsche: Deus está morto, de vergonha. E eu, de indignação com esse Pastor. Então fica uma mensagem de Mateus para todos os evangélicos:

“Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.”  Mateus 7:15